Saiba mais sobre craniotomia e seus materiais cirúrgicos

Cranioplastia Axiste

As neurocirurgias sempre foram temas de discussão já que são procedimentos de alta complexidade. Com a evolução da tecnologia, os materiais tornaram-se mais eficazes e capazes de conseguir melhores resultados.

Trata-se de uma especialidade da medicina voltada ao tratamento cirúrgico ou não de lesões traumáticas e doenças do cérebro e medula espinhal com seus envoltórios e nervos periféricos. Nos últimos vinte anos, a neurocirurgia foi, sem dúvidas, uma das áreas da medicina que apresentou maior desenvolvimento.

Este é o mundo da neurocirurgia: um mundo dinâmico, que evolui muito rápido, obrigando o médico à atualização constante, independentemente de idade ou experiência, para poder atender com competência, segurança, e oferecer aos pacientes a melhor opção para o tratamento de suas doenças.

Craniotomia

Aparelho para craniotomia

A craniotomia é a remoção, por meio de cirurgia, de uma seção do osso craniano para deixar o cérebro à mostra. A aba de osso é removida temporariamente e, em seguida, substituída após a cirurgia do cérebro ter sido realizada.

Alguns procedimentos de craniotomia podem utilizar a orientação de computadores e de imagem (imagem de ressonância magnética [RM] ou tomografia computadorizada [CT] e verificações) para alcançar a localização precisa dentro do cérebro a ser tratada.

Esta técnica requer a utilização de uma moldura colocada no crânio ou um sistema sem moldura utilizando marcadores superficialmente colocados sobre o couro cabeludo. Quando qualquer um desses procedimentos de imagem é utilizado juntamente com o procedimento de craniotomia, ele é chamado craniotomia estereotáxica.

Outros usos incluem a biópsia estereotáxica do cérebro (uma agulha é guiada em uma área anormal, de modo que um pedaço de tecido possa ser removido para exame ao microscópio), aspiração por estereotaxia (remoção de fluido de abscessos, hematomas ou cistos) e radiocirurgia estereotáxica (como faca gama para radiocirurgia).

O material cirúrgico para craniotomia fornece ao cirurgião um instrumento eficiente, preciso e com velocidade de rotação do motor em 750 rpm – 850 rpm.

Atualmente, craniotomias pequenas vêm sendo empregadas para algumas lesões profundas (como tumores) e cirurgias de aneurisma cerebral .

Subiton – Cimento ósseo

 

A correção cirúrgica dos defeitos cranianos está indicada por estética, para restaurar a proteção craniocerebral e também para aliviar algumas manifestações clínicas de falha óssea.

O cimento ósseo para cranioplastia e vertebroplastia é de fácil aplicação, manuseio e modelagem. O tempo de aplicação é de 7 até 15 minutos ( sendo o tempo de mistura de até 30 segundos) e o acrílico que o compõe apresenta alta resistência, contendo baixa temperatura de reação.

Características: Subiton Cranioplastia – Temperatura de até 55ºC; Medida disponível: 30 gr.

Subiton Vertebroplastia (VTP): Temperatura de até 65ºC; 40% de bário; Medida disponível: 12,5 gr.

Subiton RO: Temperatura de até 80ºC; 10% de bário; Medida disponível: 40 gr.

Materiais cirúrgicos

Os materiais mais modernos foram desenvolvidos para facilitar as cirurgias ou processos cirúrgicos, visando também garantir um bom aspecto e recuperação do paciente. Esses novos processos e métodos garantem a evolução da medicina, que é aprimorada a cada dia.

Por tais razões, não deixe de contar com materiais cirúrgicos no Rio de Janeiro. Toda a qualidade de produção da Axiste está a seu dispor.