Conheça os principais problemas na coluna e suas causas

Dor na coluna causas

A coluna vertebral é composta na maioria das vezes por 33 vértebras, e em alguns casos por 32 ou 34. Essas vértebras são ligadas por diversos tipos de articulações que se classificam em dois tipos: uma maior com interposição dos discos intervertebrais na região anterior entre cada vértebra e duas menores atrás, por um duplo par de facetas interarticulares posteriormente, sendo duas facetas voltadas para cima e duas para baixo, formando de cada lado, posteriormente, na vértebra, duas articulações facetárias.

Os discos intervertebrais que formam a coluna vertebral são compostos de um material fibroso e gelatinoso, que tem por função amortecer o impacto quando nos locomovemos, saltamos, corremos e giramos tronco e cabeça, dando maior mobilidade e flexibilidade.

A coluna vertebral é uma conexão complexa de tendões, nervos, articulações, músculos e ligamentos, em que pode se manifestar a popularmente conhecida dor na coluna. Os nervos que compõem a coluna são extremamente longos e vão até pernas e braços, por isso, problemas nos discos intervertebrais podem causar irradiação da dor para as extremidades do corpo.

A dor também pode ocorrer sem nenhum problema ou sintoma aparente. Distensão muscular é um dos sintomas mais comuns de dor lombar, vindo a apresentar melhora no período de entre duas e seis semanas, com o tratamento adequado.

Quando a dor ultrapassa o período de três meses, ou quando a área mais afetada são as pernas do que as costas recomenda-se que seja feito um diagnóstico mais aprofundado para saber a sua principal causa. Em adultos com menos de 50 anos poderão ser diagnosticadas diversas causas para o desconforto na região lombar e pernas.

Exemplos como: prolapso ou hérnia de disco e doença degenerativa do disco são as doenças mais comuns nessa faixa etária e, no caso de pessoas com mais de 50, osteoartrite e estenose espinhal./

Casos em que a intervenção cirúrgica é necessária.

Mesmo sendo um problema que acomete grande parte da população, não são todas as pessoas que necessitam de cirurgia da coluna: analgésicos, anti-inflamatórios, antidepressivos, anticonvulsivos e fisioterapia, entre outras opções, poderão ajudar no tratamento.

A cirurgia na coluna é recomendada quando o paciente não apresenta melhora após ser submetido a algum tratamento e após diagnóstico por exames de imagem. A intervenção cirúrgica é recomendada no caso de doenças degenerativas, que na maioria das vezes surgem em pessoas com idade avançada.

À medida que o idoso tenha o seu metabolismo alterado, isso poderá acarretar em outras doenças como: espondilolistese, e a hérnia de disco, causado por um deslizamento de uma vértebra considerada para frente, trás ou para os lados. Gerando fortes dores e irritação da raiz nervosa dos ossos. Em casos onde ocorre o estreitamento dos orifícios de passagem dos nervos, ocasionando problema no ciático, é possível que o paciente precise de intervenção cirúrgica.

Em alguns casos, devido ao grande avanço da medicina e equipamentos cirúrgicos, é possível o tratamento não invasivo, feito através da inserção de agulhas na pele ou ainda por pequenas aberturas na pele e musculatura. Muitos hospitais possuem centros médicos capacitados e especializados para atender pacientes que necessitem destes tipos de tratamento.

Conheças alguns dos principais sintomas de dor na coluna

    • Dor na parte inferior das costas que se prolonga até a perna
    • Dor na perna aumenta ao levantar joelho até o peito ou se curvar sobre ele
    • Dor muito forte após queda recente
    • Disfunção ou problema de postura
    • Dores que pioram quando repousa ou quando acorda
    • Dores intensas nas costas por mais de três semanas
    • Problemas de bexiga, intestino ou cólicas em período menstrual associadas à dor lombar
    • Acorda freqüentemente com dores no corpo que pioram durante o sono
    • Pernas adormecidas e enfraquecidas ao caminhar
    • Dores de cabeça ao pressionar a região da nuca, irradiando para os ombros até os braços

É essencial para obter êxito no tratamento que o paciente procure um médico especializado imediatamente ao serem descobertos os sintomas. Um diagnóstico preventivo poderá influenciar em uma recuperação mais rápida. A Axiste é referência na venda de materiais cirúrgicos para cirurgia de coluna. Entre em contato conosco para mais informações através do link http://www.axiste.com.br/contato/