Como surgiu a classificação de Spaulding para equipamentos e materiais cirúrgicos

como-surgiu-classificacao-spaulding-equipamentos-materiais-cirurgicos

Todos sabemos que um Centro Cirúrgico e tudo o que o envolva precisa estar devidamente processado para que não haja a transmissão de infecções, tanto de paciente para paciente quanto de médico para paciente e vice-versa. A central de esterilização do hospital é responsável pelos materiais cirúrgicos e hospitalares. Nela, os profissionais de assistência à saúde devem transportar, classificar, desmontar, limpar, desinfetar, esterilizar, armazenar e distribuir os itens processados.

Para auxiliar os profissionais a escolher a melhor estratégia de limpeza e esterilização dos instrumentos e equipamentos cirúrgicos e hospitalares, H. E. Spaulding, em 1968, desenvolveu um método de classificação de itens, de acordo com os graus de risco de infecção para os pacientes. Assim nasceu a tão conhecida classificação de Spaulding.

Como funciona

Este método consiste em dividir os aparelhos cirúrgicos em três graus diferentes:

  • artigos críticos: aqueles que penetram o tecido subepitelial da pele e mucosa, além do sistema vascular e de outros órgãos isentos de microbiota própria (drenos, cateteres, fio de sutura, pinças etc.). O processo recomendado é a esterilização;
  • artigos semicríticos: todos que entram em contato com a pele não íntegra ou com as mucosas íntegras (máscaras de nebulização, inaladores, circuitos de respiradores, mamadeiras, copos, talheres etc.). O processo recomendado é a esterilização ou desinfecção de alto nível;
  • artigos não críticos: não entram em contato com o paciente ou entram em contato apenas com a pele não íntegra (bancadas, aparelhos de raios X, superfície de armários, termômetro etc.). O processo recomendado é esterilização de nível intermediário, exceto quando a sujidade for abundante que é necessário uma desinfecção mais profunda.

Procedimentos clínicos:

  • quando há presença de sangue, pus ou matéria contaminada, o procedimento é considerado crítico;
  • o procedimento semicrítico acontece quando há presença de saliva (secreção orgânica);
  • em casos que não apresentam nenhuma perda de sangue, pus, saliva e nenhuma outra secreção orgânica, o procedimento é o não crítico.

Escolha materiais cirúrgicos e hospitalares de qualidade

Tão importante quanto manter os instrumentos de trabalho esterilizados e limpos, é ter produtos de qualidade para auxiliar no trabalho. A Axiste, empresa líder em materiais cirúrgicos, oferece as melhores soluções para profissionais que prezam pela qualidade. Tire suas dúvidas sobre os nossos produtos e aproveite!